Central do Cartão de Crédito

18 May, 2008

Cartao Debito

Autor: admin em: limite de cartão de credito|solicitação|submarino|Unicard|Visa




Cartão-credicard-citi-fatura

Os bancos brasileiros investiram fundo em automação e isso é ótimo para todo mundo: as instituições financeiras economizam dinheiro com funcionários e solidificam a entrada e o arquivamento das informações, enquanto do outro lado os seus clientes ganham agilidade e mais controle sobre o vai-e-vem de valores em sua conta bancária através do uso constante dos cartões de débito.

Além disso, os comerciantes também lucram. Com os cartões de débito, eles driblam o famoso cheque sem fundos eainda evitam as constantes viagens com os bolsos cheios às agências bancárias – o que num país como o nosso é uma grande vantagem.

Mas é preciso saber administrar bem o uso do seu cartão de débito. Muitas vezes, as pessoas perdem o controle, confundindo facilidade com um fundo infinito de dinheiro que está sempre ali, à disposição.

O melhor a fazer é estabelecer um limite diário ou semanal que você acha que pode gastar através do seu cartão de débito. E—muito importante – ao chegar em casa, deve anotar num caderninho as transações feitas, com valores, data, local e descrição dos gastos e/ou saques efetuados. Isso o ajudará a manter controle do que entra e sai, e a manter a sua conta bancária longe do vermelho.

Além disso, para que você faça uso máximo da praticidade do seu cartão de débito, é preciso pensar também na sua segurança. Comece por não emprestar seu cartão de débito a outras pessoas. Depois, mantenha a sua senha como um segredo especial, E não revelado a mais ninguém. Por último, escolha a sua senha com cuidado. Números óbvios como a data do seu aniversário ou sequências simples como 123456 ou de números repetitods como 222222 são péssimas senhas para o seu cartão de débito.

E não se esqueça ainda de que certos bancos, e dependendo do tipo de conta que você tem atrelada ao seu cartão de débito, cobram taxas sobre as transações feitas. Você bem conhece o diatdo “de grão em grão a galinha enche o papo”. Pois com as taxas bancárias é a mesma coisa: 80 centavos aqui, R$ 1,50 ali e, quando você repara, o rombo no bolso já chegou a um volume considerável.

No Responses a "Cartao Debito"

formulario de comentarios

Artigos